A minha Ansiedade

A minha ansiedade vem sorrateira.

Disfarçada de demora pra dormir ou de livro interessante.


Ela se instala em frases repetidas dentro da minha cabeça.

Se parece com um disco arranhado.

Com a mesma parte da oração sendo repetida, um looping de " e não nós deixai cair em tentação" repetida e initerruptamente .


A minha ansiedade não vem com falta de ar. Mas vem com sobra de pensamentos


Penso na amiga, no dinheiro, no caderno, na geladeira, no banco , na viagem, no sono, na olheira, na dor de cabeça, na cerveja que preciso comprar, na roupa que preciso pegar, e de novo na amiga, na mensagem, na viagem, na cortina, na pia que está na louça..não pera.


A minha ansiedade nem se parece ansiedade..

Parece apenas que amanhã vou no palycenter

Mas o Playcenter amanhã não vem.


É só mais um dia comum na vida de um adulto.

Acordar, se vestir, cumprir seus horários e compromissos, lavar a louça da pia


A minha ansiedade talvez venha disfarçada de " amanhã tem uma coisa nova".

Mas ela não me dá frio na barriga....como nos dias de coisas novas.


Ela me dá peso na cabeça..ela me dá pensamento aleatórios, múltiplos, rápidos e repetidos.


E ela me dá raiva.

Eu odeio esses dias.

Pq não tem motivo, não tem razão, não tem preocupação.

São só férias, casa da praia, dias de sol.

Não tem motivo!


*TEXTO ENVIADO E AUTORIZADO PARA VEICULAÇÃO POR NATHÁLIA TAHAN - PACIENTE DE ANA ALBUQUERQUE

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo