top of page

Respeitar u outre mas também a mim

Quando entramos em uma relação afetiva, muitos planos são feitos no coletivo, sejam viagens, lugares a serem frequentados, regras do relacionamento, investimentos entre outros fatores que fazem parte da rotina de toda relação. Muitas vezes, essas decisões são tomadas em consenso, mas e quando existe uma divergência de opiniões?


Ouvimos muito falar sobre parceria em relacionamentos, e de fato, é isso que deve ser praticado, porém, vale lembrar que parceria é diferente de fusão.


É essencial pensar que além de respeitar a individualidade du outre, é necessário respeitar a si mesmo em uma relação. Uma vez que somos pessoas diferentes, com desejos diferentes.


Lembrar disso é importante para não cair na armadilha de invalidar os próprios desejos em prol de uma relação que, aos poucos, vai se tornando cada vez mais desconfortável e distante. Somos seres completos e distintos. Por isso, a busca desenfreada por concordar em absolutamente tudo pode gerar grande frustração.


“Mas se tivermos muitas diferenças, como ficaremos juntes?”


“Assim meu relacionamento pode acabar!”


Neste caso, será que a outra parte deste relacionamento está te tratando com respeito?


As decisões tomadas na relação estão beneficiando todes ou apenas um lado?


Talvez, seja hora de perceber que entramos em relacionamentos sem a garantia de que serão eternos. Desdobrar-se em mil para satisfazer desejos alheios que vão contra a nossa vontade é exaustivo e no longo prazo, não faz bem a ninguém.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube
  • LinkedIn - Black Circle
  • Creme e Preto Maquiagem Natural Beleza L
bottom of page