Nota sobre sentimentos


Eu sou muito

Eu sinto muito

Sinto tudo

Às vezes transbordo

Tem gente que acompanha

E tem gente que vai embora..


Passei a falar de sentimentos com mais frequência na minha terapia pessoal, reconheci que isso pode significar vulnerabilidade, mas isso não é um problema. A vulnerabilidade faz com que eu sinta e nomeie o que está dentro de mim, se fico triste eu posso chorar, se fico alegre eu posso sorrir, se sinto dor eu posso sentir.


O sofrer é doloroso sim, mas ele abre caminhos para outros sentimentos. A vulnerabilidade também abre espaço para o dialogo, o que permite ser dito o que é sentido, o que é importante naquele momento. A comunicação se torna fundamental quando há o sentir.


Percebemos quem quer caminhar conosco se este também está disposto a sentir e a falar. Não falo só de relações românticas aqui, mas sim de relações no geral, como você tem comunicado o que sente, o que te incomoda, o que te deixa feliz?


Quando me permito a sentir, também me permito saber onde posso continuar.. Permita-se sentir e veja o que acontece.


#descriçãodaimagem: fundo da imagem branco com textura similar a um papel amassado. Na lateral superior esquerda, está posicionada uma forma orgânica em linhas na cor rosa. Na lateral superior central, está o nome da autora do texto: Nathália do Nascimento Mello. Na lateral superior direita, está posicionada uma forma orgânica na cor marrom. Centralizado e justificado à esquerda, está o título do post: "Nota sobre sentimentos". Na lateral inferior esquerda, está posicionada uma forma orgânica na cor verde e sobreposta a ela, o logo do Canto Baobá. Na lateral inferior direita, há a imagem de uma mulher. Ela é preta, está usando top branco e calça branca e está jogando suas tranças para trás. Suas tranças são longas.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo