Quem é o homem da relação?


NÃO HÁ!


Mas há uma fetichização no meio heteronormativo, por parte da indústria pornô e seu público (grande parte dele, masculino), em que a relação entre mulheres foi construída para satisfazer o prazer do homem (contexto cis e hetero). Basicamente, esse casal é visto como objetos para satisfação masculina. Não vêem que são duas mulheres que se amam, que se desejam (falando em um contexto alossexual) e assim como qualquer outro casal, se relacionam, possuem suas discussões, dividem mundos e experiências.


Em relações entre duas mulheres, pensando em um contexto monogâmico e/ou sáfico, não cabe homem algum! E não está aberto a comentários, fetichização e qualquer outra forma de deslegitimação e violência dessas pessoas.


Colocar a mulher desfem em contexto de masculinização é, também, uma violência! Entender que aquela mulher, por não performar feminilidade, pode ser considerada homem é retirar as possibilidades de existências! Mulheres que não performam masculinidade continuam sendo mulheres! E esse texto pode parecer óbvio para quem discute relações sáficas, mas é importante que se repita essas falas. É preciso que chegue às demais pessoas.


Que possamos, todos os dias, legitimar relações afetivas e cultivar o respeito às identidades!


#relaçõeslésbicas #relaçãoentremulheres #relacionamento #lesbica #sexualizacao #mulheres #cantobaoba #saudemental #violencia #saudeintegral


#descriçãodaimagem : Fundo branco com textura similar a de papel amassado. Na lateral superior esquerda, há uma ilustração de uma forma orgânica em laranja. Centralizada e na parte superior do post, há escrito o link do autor da imagem e a tag Psicologia. Na lateral superior direita há uma forma orgânica em azul. No centro e justificado à esquerda, há o titulo da imagem: Quem é o homem da relação? Sobre relações entre identidades femininas, fetichização e sexualização. Na parte inferior da postagem, há a imagem de duas mulheres de mãos dadas. Aparece apenas as pernas das duas mulheres. Atrás da imagem, há formas orgânicas em rosa e na lateral inferior esquerda, a Logo clínica do Canto Baobá.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo