top of page

Sobre o pai que "ajuda"




Ninguém questiona o papel de uma mãe. Aliás, da mãe sempre se cobra: atenção plena, doação de alma integral, amamentação (e se não for de peito é "falta de amor"), as melhores roupas, escola, comida.


E do pai, se espera o que? No Brasil, somente em 2021, 53,9 mil crianças não tiveram o nome do pai registrado em cartório. É esperado, então, a presença?

Do pai, se espera o mínimo esforço para que se sustente enquanto figura. E historicamente, onde o homem se coloca (e é colocado) como o provedor financeiro, enquanto a mulher cuida dos afazeres domésticos e da criação de uma criança, o pai que divide de forma equitária os afazeres - tanto de criação, educação quanto de limpeza e organização do lar - é visto como excepcional.


Mas na verdade é só um homem sendo funcional.


Quantas vezes cobramos daquela mãe que dê conta de absolutamente tudo enquanto parabenizamos um homem por lavar a louça? Quantas vezes repetimos a frase "mas olha como ele ajuda!" ?


O que é, de fato, ser pai? E como não cair no machismo e patriarcado que tentam nos empurrar todos os dias?




Posts recentes

Ver tudo

Comments


  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube
  • LinkedIn - Black Circle
  • Creme e Preto Maquiagem Natural Beleza L
bottom of page