Porquê eu procuro psicóloges parecides comigo?

É muito comum que ao vir para a psicoterapia, a figura profissional que irá te atender já esteja montada: precisa ser homem, precisa ser mulher. Precisa ser uma pessoa preta ou LGBTQIA+. Precisa ter vivência em X ou Y questão.


E não é errado não: para que uma relação entre paciente e psicoterapeuta aconteça, têm sido importante essa identificação. Na clínica, chamamos de "construir vínculo".


A identificação e representatividade é um passo para a entrada na clínica, mas e se eu gostei desse profissional e elu não possui essa vivência?


As vezes o profissional da psicologia não possuí as vivências de recortes raciais, de classe, gênero ou orientação sexual. Mas é importante se alertar aos estudos e trabalhos que esse profissional possui. Essa também é uma outra forma de construir o vínculo!


Escolher onde fazer psicoterapia é um passo muito grande! Pessoas e instituições que compactuam com valores que você defende diz muito também sobre qual profissional que você irá encontrar dentro desse espaço. Pesquisar sobre o/a profissional também é uma boa saída para ver se "dá match" com suas questões.


O importante é cuidar de si!


#descriçãodaimagem a imagem possui fundo branco. Na parte superior e tomando toda a área, está um galho com ramificações na cor marrom. Abaixo do galho e justificado à esquerda, está o titulo da postagem em preto "Porquê procuro psicólogos que se parecem comigo?".


Na parte inferior esquerda, está uma forma orgânica em verde. Acima da forma. está posicionada a logo do Canto Baobá. Na parte inferior direita, há a ilustração de uma pessoa de cabelos curtos na cor preta, pele preta, blusa laranja e verde. Essa pessoa está segurando um espelho enquanto se maquia. O espelho é na cor verde.


#vinculo #psicoterapia #psicologia #lgbtqia #representatividade #cantobaoba

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo